Benefícios da Soja para a Saúde

Cultivada em todo o Mundo, a soja é um alimento «milagroso», uma fonte de proteínas económica e rica em nutrientes. Os alimentos à base da soja são parte integrante da alimentação em muitos países asiáticos, e os investigadores pensam que isso explica em parte por que motivo os habitantes desses países apresentam muitas vezes taxas significativamente mais baixas de doenças cardíacas e cancro da mama, próstata e cólon do que o resto do Mundo. A soja também pode proteger contra a osteoporose.


Com tantos benefícios para a saúde, a soja merece um lugar na sua lista das compras. Já encontra à venda em muitos estabelecimentos feijão (seco, enlatado e congelado) e rebentos de soja, leite de soja, pó de proteína de soja, miso, tofu, tempeh e farinha de soja.


Combate o cancro, protege o coração

A soja contém proteínas e estrogénios vegetais que protegem o coração e reforçam a resistência ao cancro. Numa importante análise feita em 1995, os investigadores descobriram que, na maior parte dos estudos de pessoas com níveis elevados de colesterol, acrescentar soja à dieta tinha baixado o colesterol LDL, potencialmente nocivo, em 13%, deixando os níveis do HDL, benéfico, inalterados. Em média, comer 25 g de proteína de soja todos os dias tinha reduzido o colesterol em 9 pontos. Embora as pessoas com colesterol normal ou no limite (inferior a 200, aproximadamente) não obtenham a mesma redução do colesterol através da soja, colhem outros benefícios quando a consomem às refeições em substituição da proteína animal.

Além da proteína, a soja contém estrogénios vegetais (isoflavonas). Tal como o estrogénio humano, as isoflavonas inibem a perda da massa óssea e podem assim ajudar a prevenir a osteoporose. Também podem combater o cancro. A principal isoflavona da soja, a genisteína, suprime as proteínas que protegem as células neoplásicas do sistema imunitário, o que permite que o organismo possa destruir com mais facilidade as células errantes.

As melhores fontes de proteína de soja são obtidas por extração com água. A extração com álcool, usada em produtos que substituem a carne ou o queijo, retira as isoflavonas.

Leia os rótulos: se se tratar de «concentrado de proteína de soja», é feito por extracção de álcool; obterá as proteínas da soja, mas não os seus estrogénios. É fácil utilizar a soja na alimentação. Junte proteína de soja granulada em vez de carne picada aos molhos das massas. O tofu (coalho de soja) substitui bem o queijo creme, e o miso (pasta de soja fermentada) é uma boa base para a sopa. Grelhe o tempeh (bolos de soja fermentada) como hamburgers, deite leite de soja nos cereais do pequeno-almoço e enriqueça os molhos com pó de soja.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*