Chocolate Faz Bem

O chocolate é rico em calorias, provenientes da gordura e do açúcar. Não deve, contudo, ser considerado como um vilão dietético. O chocolate (principalmente o preto) contém cobre, que ajuda a absorção do ferro. É, além disso, uma fonte do antioxidante alfa-tocoferol, uma forma de vitamina E.

Facto interessante: um estudo recente revelou a presença de outros antioxidantes, os fenóis, substâncias também encontradas no vinho tinto. Os investigadores crêem que os fenóis do vinho evitam a formação do LDL (low-density lipoprotein, lipoproteína de baixa densidade), o colesterol «mau», que obstrui as artérias. Mas, ainda não há provas de que os fenóis do chocolate atuem da mesma forma. Se o fizerem, trata-se de uma boa notícia para os «viciados» do chocolate: a quantidade de fenóis numa barra de chocolate de leite de 40 g é aproximadamente igual à de um copo de 1,5 dl de vinho tinto.

Sob os aspetos negativos, o chocolate pode causar azia, incontinência e, em pessoas susceptíveis, cálculos renais. É geralmente aceite que pode provocar enxaquecas, mas um estudo recente sugere outras razões para esta interrelação, como a combinação do chocolate com outros alimentos que, sabe-se, causam enxaquecas, como os amendoins e o álcool.

O chocolate não provoca dependência no sentido em que o fazem a nicotina e certas drogas, mas uma razão que leva tantas pessoas a consumi-lo exageradamente pode ser resultado da sensação de bem-estar que proporciona. Pode ser essa sensação de bem-estar que leva muitas pessoas a comerem chocolate quando se sentem deprimidas. Descobriu-se também que um dos componentes do chocolate pode atuar sobre o cérebro de forma semelhante à marijuana, causando uma ligeira euforia.

Quando as mulheres sentem vontade de comer chocolate durante o período pré-menstrual, pode ser por outra razão: a serotonina, composto presente no cérebro que promove uma sensação de bem-estar, decresce nesta fase do ciclo feminino; ao comerem chocolate, aumentam os seus níveis de serotonina.

Será que o chocolate faz bem?

Correm algumas calúnias sobre este manjar dos deuses que convém esclarecer:

  • Faz subir o colesterol. A gordura do chocolate é altamente saturada, mas é formada em grande parte por um tipo chamado ácido esteárico, que não eleva o colesterol do sangue.
  • Faz cáries. O chocolate é muito menos prejudicial que a maioria dos rebuçados porque não adere aos dentes. Além disso, o cacau contém taninos, que inibem a formação de placa bacteriana.
  • Provoca acne. Os médicos acham que o desenvolvimento da acne nada tem a ver com a alimentação. Nenhum estudo provou que o chocolate tenha efeitos adversos sobre a pele.
  • É rico em cafeína. O chocolate contém uma percentagem ínfima de cafeína. Uma chávena de cacau, por exemplo, tem cerca de 5 mg de cafeína, enquanto uma de café tem 100 mg.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*