EETN – Estimulação Elétrica Transcutânea Nervosa

A ideia de usar a eletroterapia para aliviar a dor remonta ao tempo dos Romanos, quando uma enguia elétrica viva era usada para aliviar as dores causadas por gota. A EETN é uma versão moderna da eletroterapia que abarca abordagens físicas e de energia.


Foi desenvolvida como resultado dos benefícios observados da eletroacupuntura, mas, como o nome sugere, funciona segundo o princípio da estimulação dos nervos.

Coloca-se um eléctrodo sobre terminações dos nervos periféricos ou sobre pontos de digitopressão. Esse está ligado a um estimulador transistorizado portátil que transmite uma corrente de alta frequência e de baixa intensidade, induzindo um zumbido ou sensação de formigueiro agradáveis que podem ser mantidos durante 30 minutos ou mais. Uma das vantagens da EETN é o fato de ser portátil. Os doentes podem andar com a sua própria unidade, tal como um rádio transístor, e ligá-la sempre que queiram aliviar dores.

O estímulo breve mas intenso da corrente eléctrica viaja pelas fibras nervosas A, mais rápidas, que bloqueiam ou interrompem as mensagens de dor que viajam na fibras C, mais lentas. Esta interrupção pode durar mais do que a estimulação e o alívio prolongar-se durante algumas horas.

O tratamento também pode induzir uma sensação geral de bem-estar, para além da redução da dbr. A EETN é frequentemente usada como alternativa à medicação analgésica prolongada. Em 1975, o professor R. Melzack, um dos principais investigadores mundiais da dor, registou um grande êxito no uso da EETN: 75% das lesões em nervos periféricos, 60% de dores fantasma nos membros e 62% de dores nos ombros e braços foram aliviadas em experiências que recorreram ao uso da EETN.


As pessoas com pacemaker não devem usar a EETN, dado que pode interferir com a ação do aparelho.

A EETN é útil para casos de dor prolongada e obstinada, particularmente para o alívio de dores persistentes nos nervos. Não é, contudo, um substituto do tratamento médico para causas subjacentes de dor.

Os problemas específicos que pode ajudar incluem:

  • Lesões desportivas
  • Lumbago
  • Ciática
  • Dor fantasma nos membros
  • Dores nos ombros e noutras articulações
  • Dores durante o parto

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*