Aliviar Estresse

A forma de pensar, o estilo de vida, a personalidade e mesmo a constituição genética de cada um de nós influenciam as nossas reações emocionais e fisiológicas face a um determinado nível de stress. No entanto, podemos modificar essas reações alterando de forma deliberada a nossa maneira de agir, de pensar, de conviver, de andar e de descontrair. Embora simples, muitas das sugestões indicadas a seguir podem exigir algum trabalho e persistência até fazerem parte integrante da nossa vida:


Tente adquirir uma sensação de controle. A falta de controle no trabalho é um alto fator de risco para as doenças relacionadas com o stress. Se não consegue um nível satisfatório de controle no trabalho, procure obter essa sensação nas suas atividades de lazer e nos hobbies.

Simplifique a sua vida. Aprenda a dizer que não e evite aceitar mais responsabilidades do que aquelas que pode assumir. Aprenda a estabelecer prioridades e não perca tempo com atividades desnecessárias. Aprenda a delegar tarefas e responsabilidades.

Seja mais flexível. Tanto na sua vida pessoal como na profissional, quer em relação a si próprio, quer aos que o rodeiam, lembre-se de que os erros acontecem e que ninguém é perfeito. Irritar-se serve apenas para agravar os efeitos do stress.

Trate das coisas uma de cada vez. Quando se sente assoberbado, faça uma lista e resolva primeiro as tarefas mais importantes. Depois, vá riscando as tarefas à medida que avança; a sensação de realização pode ser gratificante e estimulante.

Não se isole. Os contactos sociais, sobretudo se conseguir divertir-se, rir e falar de outros assuntos que não sejam exclusivamente relacionados com a sua actividade profissional, funcionam como um óptimo relaxamento psicológico e ajudam a prevenir a acumulação de stress, reduzindo deste modo o risco de doenças secundárias, nomeadamente as doenças cardiovasculares e as perturbações de ansiedade. Se tem dificuldades em partilhar as suas emoções, tente escrevê-las num diário.


Não descure o seu animal de estimação. Cuidar dele ajuda-o a distrair-se dos seus problemas, a manter as rotinas domésticas normais e a receber afecto e companhia in-condicionais!

Faça exercício, jogging ou ande a pé. O exercício é um dos melhores antídotos contra o stress. Afasta as preocupações do seu espírito, alivia a ansiedade, ajuda-o a pensar com mais clareza e diminui os efeitos físicos do stress, reduzindo a frequência cardíaca e a tensão arterial de base.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*