Meditação

A meditação possui uma vasta gama de benefícios e há muitos séculos que é usada como forma de relaxamento. Está registado que os budistas usaram a meditação para limpar as suas mentes desde o primeiro milénio antes de Cristo. A meditação serve-se da capacidade de induzir um estado relaxado usando técnicas, tais como a respiração profunda ou um mantra (canto) silencioso ou murmurado, que pode ser uma só palavra repetida vezes sem fim.


Uma das formas mais simples de meditação é conhecida como zazen, em que, ao concentrar-se na respiração, a mente se distrai das preocupações do dia-a-dia. O meditador senta-se no chão com as pernas cruzadas ou numa cadeira com ambos os pés assentes no chão e as costas direitas. Isso cria um equilíbrio físico que possibilita a concentração mental. Respira lentamente pelo nariz, em que cada inspiração e expiração conta como uma vez. Deve repetir até o meditador contar até dez, repetindo-se depois o ciclo durante cerca de 15 minutos.

Alguns monges budistas chegam a passar três anos em zazen antes de passarem para outras técnicas de meditação. A meditação vispassana implica a concentração no movimento do abdómen enquanto se respira.

Meditação Transcendental

A meditação transcendental usa os processos de um mantra (o som «om» é muito usado) para desencadear a reação de relaxamento.


A técnica de repetir vezes sem fim uma palavra para induzir um estado de relaxamento é fácil e pode ser praticada em qualquer lado e a qualquer hora até mesmo no autocarro ou no comboio a caminho do trabalho. Os benefícios físicos da meditação incluem um sistema imunitário mais saudável, uma vez que o corpo está sob menos tensão. É também usada em problemas relacionados com o stress, tais como enxaquecas, dores musculares, asma e hipertensão.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*