Suplementos Nutricionais

Desenvolvidos para melhorar a dieta de doentes e idosos, os suplementos nutricionais liquidos têm vindo a ser utilizados nos últimos anos como substitutos de refeição por pessoas saudáveis de todas as idades. E em algumas famílias atarefadas chegam a ser «servidos» à mesa do pequeno-almoço, almoço ou jantar. Mas será que é esse o seu lugar? Embora estes produtos ofereçam alguns benefícios, os investigadores aconselham cautela.


Suplementos Nutricionais Líquidos

Os suplementos líquidos são basicamente compostos por água, açúcares, óleos, leite e/ou proteína de soja, a que se acrescentaram vitaminas minerais. Entre as promessas mais aliciantes feitas pelos fabricantes, está a de que estes produtos fornecem energia, especialmente a quem tem mais de 50 anos. Porém, a única fonte de valor nutritivo destas bebidas são as calorias — 200 a 360, conforme a marca —, que, de qualquer forma, já ingerimos com a alimentação. E se ingerimos mais calorias do que precisamos, aumentamos de peso. Tome uma dessas bebidas para além das suas três refeições por dia e é provável que acabe com uns quilos a mais, especialmente se escolher uma marca com alto teor de gordura.

Uma outra afirmação é a de que uma lata de suplementos contém todos os nutrientes necessários. Embora alguns contenham as quantidades diárias recomendadas de vitaminas e minerais, muitos têm menos de metade. Além disso, a maioria dos suplementos líquidos não contém fibras e nenhum possui os complexos vegetais antioxidantes chamados fitoquímicos, que, isolados e em conjunto, ajudam, por exemplo, a neutralizar os radicais livres. De facto, no que toca à maioria dos suplementos alimentares líquidos, tomar multivitaminas e beber a seguir um batido de leite produz o mesmo resultado.

Estes produtos também são muitas vezes anunciados como possuindo um elevado teor de proteínas, sendo portanto úteis na formação de massa muscular. Mas a alimentação portuguesa normal já é rica em proteínas.

Embora os médicos prescrevam muitas vezes suplementos líquidos, fazem-no quase sempre a pessoas que têm dificuldade em obter nutrientes suficientes, como doentes com sida ou cancro que estejam a fazer quimioterapia. Os produtos também podem ser úteis a pessoas que precisam de aumentar de peso e têm dificuldade em consegui-lo.


Quando é preciso tomar suplementos os nutricionistas e os dietistas concordam que os suplementos líquidos, apesar das suas limitações, podem ser utilizados de vez em quando para substituir uma refeição — por exemplo, durante uma viagem, quando não é possível parar para comer ou quando não se tem tempo para fazer uma sanduíche. Os suplementos nutricionais líquidos com baixo teor de gordura são preferíveis aos snacks ricos em gordura, como doughnuts e batatas fritas. Por outro lado, pode comer durante uma viagem alimentos saudáveis — uma peça de fruta, um iogurte magro, bolachas integrais —, que têm a vantagem de fornecer fibras ou outros nutrientes.

Se decidir tomar um suplemento nutricional líquido, lembre-se de que as bebidas rápidas do pequeno-almoço são feitas quase com os mesmos ingredientes e em geral são mais baratas. Em circunstância alguma deve tentar viver destes suplementos se puder fazer refeições normais.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*